Fico muito em dúvida se a minha próxima viagem será para a Colômbia ou para o Perú. Recentemente muitas pessoas tem me falado sobre o Perú e resolvi publicar esse post com algumas informações que pesquisei.

A brasileira Paola Pizzano viajou para o Peru com planos só de ficar um tempo curtindo com os amigos. Porém, ela gostou tanto da viagem, que decidiu ficar por lá para conhecer mais a fundo o país.

Paola compartilhou no site Nômades Digitais as experiências que viveu no Peru. E com base no que ela falou, realmente, o Peru é um lugar fantástico.

Conheça 10 motivos para se encantar por esse país:

#1 Gastronomia

A gastronomia peruana é considerada uma das mais ricas e saborosas do planeta, reconhecida internacionalmente graças a grandes chefs como Gastón Acurio, o que fez com que o Peru fosse eleito mais de uma vez como o melhor destino gastronômico no mundo.

Você não pode ir para o Peru e não provar o Ceviche. Este típico prato de peixe cru temperado com gotas de limão e com o toque pessoal de ingredientes que cada peruano dá traz um sabor incomparável a cada experiência e vai fazer você se apaixonar pelo país!

Ceviche com ají amarillo (pimenta peruana), chips de banana, choclo (milho peruano), camote (batata doce peruana) e cebola crocante.

Ceviche com ají amarillo (pimenta peruana), chips de banana, choclo (milho peruano), camote (batata doce peruana) e cebola crocante.

#2 Bebidas

Não é só pelo estômago que o Peru conquista. É só provar os tradicionais drinks dePisco Sour que você vai cair, mais uma vez, de amores pelo país. A receita clássica: três doses de pisco – tradicional destilado peruano feito a partir de uvas – uma dose de suco de limão, uma dose de xarope de açúcar, meia clara de ovo e quatro cubos de gelo. Ao servir, duas ou três gotas de angostura (um tipo de xarope) ou bitter. Sim, entre os ingredientes está a clara de ovo! E pode se adicionar frutas. É fantástico!

E a lista não acaba. Só de lembrar da Algarrobina então! Um mel típico do Peru, extraído do fruto do algarrobo, com a mistura de pisco, leite, canela e gema de ovo! Ai minha nossa, que delícia! Sem álcool, “Chicha morada por favor” – um suco de milho roxo com especiarias.

 

Drinks de Algarrobina, Pisco Sour de carambola, Pisco Sour clássico de limão, Chilcano e Machu Picchu.

Drinks de Algarrobina, Pisco Sour de carambola, Pisco Sour clássico de limão, Chilcano e Machu Picchu.

#3 Esqueça o guarda-chuva

Lima fica entre o grande deserto ao longo da costa do oceano Pacífico e a cordilheira dos Andes, no leste do continente sul-americano. Sua localização faz com que o seu clima seja um dos mais atípicos do mundo, acontecendo um fenômeno natural raro: na capital do Peru, Lima, não chove nunca, o que o torna um dos locais mais secos na Terra. As gotas, condensadas em forma de neblina, só viram tormenta uma ou duas vezes a cada cem anos.

Dá pra imaginar a arquitetura da cidade. A grande parte das casas e prédios não tem telhados, tem apenas lages, usadas muitas vezes como terraço e sem muros altos. Você ainda vai se descobrir um historiador e um arqueólogo ao ver as ruínas de sistemas de irrigação construídos há milhares de anos por antigas civilizações litorâneas que precisavam sobreviver num clima tão árido, como os do Egito antigo.

3

Vista da cidade de Lima do Morro de San Cristóbal.

#4 Paisagens

Quando se pensa no Peru, o primeiro lugar que vem a cabeça é Machu Pichhu, considerado patrimônio da Humanidade pela UNESCO e uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno. Trata-se da principal cidade do Império Inca e de uma beleza estonteante. Mas o atrativo do país vai além da Cidade Perdida dos Incas.

Em uma só viagem você pode desfrutar de um deserto árido e seus mistérios, como as Linhas de Nazca, uma serra com picos nevados, florestas com enorme diversidade ou lindas praias do Oceano Pacífico. Se você ainda não correu comprar as passagens para o Peru com todas essas maravilhas naturais, vamos ao próximo item da lista.

Nadando com os leões marinhos nas Ilhas Palomino, em Callao.

Nadando com os leões marinhos nas Ilhas Palomino, em Callao.

#5 Trânsito

O trânsito caótico, barulhento e sem sinalização dão mais graça ao lugar. Não estou ficando louca. Os peruanos têm como meio de transporte os Coletivos e Combis. Ambos são carros partilhados com um vai e vem de passageiros pelo caminho, sempre em um estado tão lastimável que custa a acreditar que estão rodando até hoje e que levam tanta gente de uma única vez, parecendo coração de mãe, sempre cabendo mais um. Você vai notar o respeito e o carinho que eles têm pelas pessoas mais velhas e não se incomode se for trocado de lugar para que um senhor, uma mãe, ou alguém com alguma deficiência possa sentar.

Você escutará de longe um entusiasmado peruano a gritar os destinos que irão passam e é só acenar que eles param em qualquer lugar. O preço é de acordo com a distância do seu destino e, bem, a sua cara de turista. Aprenda a negociar e curta o passeio ouvindo as canções dançantes peruanas. Caso prefira outro transporte, tem os taxis sem taxímetro (vale a dica anterior).

Na capital limenha tem ainda o metropolitano, um sistema integrado de transporte público que lembra o tão aclamado de Curitiba, mas é o primeiro a operar com gás natural veicular, reduzindo a poluição, pista exclusiva e espaço para abrigar muita gente. Ainda conta com wi-fi grátis em todos as paradas! Aliás, muitas praças e o centro da cidade tem internet rápida e gratuita.

Meio de transporte os Coletivos e Combis.

Meio de transporte os Coletivos e Combis.

#6 Artesanato

O Peru respira arte. Pra quem gosta de artesanato, é um dos países mais variados do mundo. É a identidade peruana e sustenta milhares de famílias e povoações inteiras com a excelência dos ofícios artesanais e a variedade cultural representadas nos tecidos, madeiras, cerâmicas, pedras e peças de ouro e prata.

Em Chinchero, artesãs peruanas ensinando a produção das cores a partir de corantes naturais, como sementes, fungos e flores.

Em Chinchero, artesãs peruanas ensinando a produção das cores a partir de corantes naturais, como sementes, fungos e flores.

#7 Festas

O Peru é pura alegria. Com mais de 3 mil festas populares por ano, sejam elas religiosas, pagãs vinculadas a mitos ancestrais nas comunidades da selva ou criadas os últimos séculos, os peruanos sempre têm motivos para comemorar.

Drinks de pisco sour feito com batatas que colorem, no Festival de la Papa Nativa 2013 com muita música, dança e gastronomia.

Drinks de pisco sour feito com batatas que colorem, no Festival de la Papa Nativa 2013 com muita música, dança e gastronomia.

#8 Músicas e Danças

Com sua música e danças, o folclore peruano é rico e variado e vem desde os tempos mais antigos, quando os anciões faziam homenagens às suas divindades pela dança, para comemorar uma boa colheita ou uma boa notícia. Na costa, marineras e tonderos. Na serra, huaynos e mulizas. Na selva, música e dança imitando a natureza.

É impressionante, parece que todos os peruanos, de todas as idades, são dançarinos. Duvido que você saia de Lima sem saber um passo de salsa. Seja porque você foi convidado para aprender enquanto caminhava na rua, nas praças, ou estava nos restaurantes e bares, ou nas festas

Em um dia há aulas gratuitas de salsa no parque em Lima, em outro cinema a céu aberto.

Em um dia há aulas gratuitas de salsa no parque em Lima, em outro cinema a céu aberto.

#9 História

O Peru com seus mais de 10 mil anos nos leva a uma viagem ao túnel do tempo, cheia de mistérios, tradições, simbologias, misticismo, sabores e cores. Todos os lugares contam uma história, têm um significado ou remetem a um antepassado. O país já foi lugar do império Inca e de outras milhares de civilizações, sendo motivo de orgulho para o povo peruano e arrebatando o mundo.

A Cidade Perdida de Machu Picchu ou “Velha Montanha” na língua local, o quíchua, esteve durante séculos escondida no topo de uma montanha a 2400 metros de altitude e é o símbolo mais típico do Império Inca.

A Cidade Perdida de Machu Picchu ou “Velha Montanha” na língua local, o quíchua, esteve durante séculos escondida no topo de uma montanha a 2400 metros de altitude e é o símbolo mais típico do Império Inca.

#10 Pessoas

Donos de uma simpatia e gentileza sem igual, você vai se sentir feliz perto deles. E ainda, vai se sentir especial quando disser que é brasileiro. Vai ouvir na mesma hora “el más grande país del mundo”, seguido de muitas palavras em português e nomes de celebridades brasileiras com um sorriso e uma alegria contagiantes.

Equipe de cozinheiros do Astrid & Gastón, o melhor restaurante da América Latina.

Equipe de cozinheiros do Astrid & Gastón, o melhor restaurante da América Latina.

Share