Confira abaixo as expressões e gírias espanhóis mais frequentes no México:

  • Ni modo: de jeito nenhum.
  • A huevo: essa gíria possui dois significados. O primeiro tem o sentido de reforçar a veracidade de alguma coisa. O segundo é para demonstrar muita coragem.
  • Andale: o significado depende muito do contexto. Significa “vamos!”, na forma literal, mas pode ser usado como interjeição de surpresa, como “olha só!”.
  • Orale: pode ser usado como o “andale”. O uso de “orale” e “andale” varia de região para região no México, sendo que o “andale” é mais usado no norte e o “orale”,  no sul
  • A poco: “é sério?” ou “Olha só…”
  • La neta: a verdade. Exemplo de uso: “¿Neta que ya te vas?”, que quer dizer “Sério que você já vai?”.
  • Un chingo de…: Um monte de…
  • Qué chingón: Que legal; que massa; que ótimo; que demais…
  • Qué chingada/qué chingadera: Que merda; que azar; que confusão.
  • Hijo de la chingada: Filho da puta.
  • ¿Qué onda?: “E aí, como você está?” ou “O que está acontecendo?”.
  • Qué pedo – Que merda/que coisa. “No sé que pedo le pasó, pero está triste”. Também pode ser usado informalmente como um substituto do “¿qué onda?”
  • Ahorita: “daqui a pouco”. Pode significar em alguns segundos, alguns minutos, algumas horas ou… alguns dias.
  • A chico rato: é o “ahorita” no passado. pode significar há poucos minutos, há poucos dias, há poucos anos…
  • Cabrón: pode ter mil significados. Muitos traduzem como “foda”.
  • Ser cabrón: pode ser algo positivo ou negativo, pode traduzir-se como “ser foda”, que também pode ser positivo ou negativo. “Eu sou foda”, “ele é foda”, pode significar que você é muito bom em algo, mas também que é muito difícil de lidar.
  • Chavo/chava – menino/menina. Lembra do Chaves? Em espanhol ele chama “El Chavo del 8”, o que significa que ele era o menino que morava na casa número 8 da vila.
  • Cuate: Companheiro, amigo próxim.o. Geralmente, “cuates” são aqueles seus amigos da época da escola ou da faculdade
  • Güey/Wey: Véi/cara/mano.
  • Te hagas el güey: Se fazer de idiota.
  • Pinche: o significado original da palavra é “ajudante de cozinha”. Mas, no México, a expressão é usada para reforçar um insulto, como o “fucking” em inglês. Não temos um equivalente em português, mas eu traduzo por “maldito”.
  • No mames: não me engane ou o famoso “cê tá me zoando”.
  • No manches: versão “educada” de “no mames”.
  • Chido: legal.massa/ cool.
  • Padre: muito legal.
  • Padrisimo: muito, muito legal.
  • Esa madre: “essa merdinha” ou “essa porcaria”.
  • Está de poca madre: “está muito bom” ou “está genial”.
  • Desmadre:  confusão, bagunça.

Fonte: eusouatoa.com.

O site acima é muito interessante e tem várias curiosidades e dicas sobre viagem. Vale muito a pena conhecer =)