buenos-airesNo geral, não há diferenças entre o espanhol e o castelhano. De acordo com a “Real Academia Española”, os termos são sinônimos. Nas palavras, regras gramaticais e grafias também é tudo igual. O que se pode pontuar de diferença é a origem das palavras. “Castelhano” é um termo mais antigo, originário do reino de Castela. O termo é anterior ao território espanhol. No século XVIII, época da consolidação espanhola, foi o reino de Castela que se estabeleceu mais fortemente, juntamente o dialeto castelhano.

Com forte influência latina, o castelhano foi aderido como língua oficial em 1492, após a unificação dos reinos que, hoje, formam a Espanha. O uso do termo “espanhol” ou “castelhano” varia de região para região, apenas de não configurar distinções efetivas, como o português brasileiro e o de Portugal, por exemplo.

Mas aos espanhóis torna-se estranho dizer que fala o espanhol, pois diversos outros idiomas caracterizam o local como o “vasco”, “catalán” e “gallego”. Portanto, caso diga que fala espanhol, culturalmente, entende-se que domina todos os idiomas presentes no país. Também por isso a força maior do termo “castellano” para caracterizar o idioma.

O ponto mais forte nessa possível distinção é o fator ideológico, ou seja, associava-se o uso da palavra “espanhol” ao domínio em relação às colônias da Espanha e América, ou seja, à língua do povo que dominou.

Outra possibilidade de distinção é no aprendizado: na linguagem formal, aprendida na escola, usa-se o castelhano. Já na linguagem do dia a dia, caracterizar-se o termo espanhol. Assim como em diversos outros idiomas, a língua modifica-se com o tempo e de acordo com a colonização, como ocorreu na Espanha. Desse modo, a cultura e a influência do local promovem pequenas modificações no idioma. Isso torna mais clara a ideia de diferenciar o espanhol como linguagem falada e o castelhano como linguagem formal.

De qualquer modo, em países como México, Panamá, Costa Rica, entre outros, é comum usar o termo espanhol para fazer alusão ao idioma utilizado no local. Já em países como o Chile, Bolívia e Argentina, etc o termo usado é o castelhano.

Independente das teorias ou possibilidades do uso do espanhol ou castelhano, na prática, a diferença é quase nula.

O que você ach