Essa é uma pergunta muito comum quando meus alunos voltam de Buenos Aires ou de outra cidade cuja língua é o espanhol.

Por que é possível entender o que um argentino diz em espanhol e, quando é a nossa vez de falar português, as dificuldades dele para entender-nos são maiores?

Muitas podem ser as variáveis: nível de conhecimento de espanhol do aluno, velocidade de fala do seu interlocutor, naturalidade do brasileiro, etc.

Mas português e espanhol, ainda que sejam línguas muito parecidas, possuem entre si diferenças fundamentais que estão diretamente relacionadas com esse problema na comunicação.

Neste post comentarei apenas uma, mas estou certa de que se você quiser aprender espanhol, essa dica é preciosa para seu êxito comunicativo.

Erros comuns no alfabeto e ortografia

A – ê  – i – ô – u

*Em espanhol não existe o símbolo “^”. O objetivo aqui é só destacar a pronuncia dessas letras  “e” e “o” que sempre terão o som fechado do português. Exemplo: “café” em espanhol fala-se “cafê” ainda que se escreva da mesma forma que em português.

A – ã– é – ê – i – ô – ó – õ – u

E para a língua portuguesa, diferenciar a pronuncia de cada uma das vogais é essencial. Não é a mesma coisa dizer “vovô” e “vovó”, certo? Bem, se você disser essas palavras ao seu amigo argentino ele provavelmente considerará que você está falando a mesma palavra duas vezes… só que um pouquinho diferente a primeira da segunda.

É importante ter sempre em mente que a língua portuguesa é mais ampla em sons que a língua espanhola e que, se queremos conseguir uma comunicação mais efetiva em espanhol, devemos tomar bastante cuidado com a pronúncia correta das palavras, evitando assim desagradáveis desencontros linguísticos.

Guia básico de espanhol para iniciantes

A fase inicial de qualquer curso é sempre a mais importante, pois é nela que as barreiras são vencidas, por exemplo. Isso não é diferente para os cursos de espanhol.

Normalmente, no início muitos alunos ficam assustados com as aulas de espanhol devido a uma série de fatores, um deles é a dificuldade da língua.

Apesar do espanhol ser o terceiro idioma mais falado no mundo e o segundo em número de falantes nativos, não é uma das línguas mais fáceis de se aprender.

A mesma ideia vale para o inglês.

Pensando nisso, elaboramos um guia básico de sobrevivência para os iniciantes no curso de espanhol com as expressões e frases mais usadas:

  • (No) Entiendo: não entendo, não entendi.
  • ¿Puede ayudarme?: você pode me ajudar?
  • Claro / Claro que sí: claro, claro que sim
  • ¿Qué te pasa?: o que há com você?
  • ¡Buena idea!: boa ideia
  • No me importa: não estou nem aí
  • Me olvidé: esqueci
  • ¡Buena suerte!: boa sorte
  • ¡Callate!: cala a boca!
  • ¡Felicitaciones!: parabéns, muito bem
  • Tengo hambre/sed: estou com fome/sede
  • Tengo calor/frío: estou com calor/com frio
  • ¡Que le vaya bien! : tenha um bom dia, passar bem!
  • Yo no lo sé: eu não sei, sei lá
  • Hasta la vista: até mais ver, até breve, até logo
  • ¡Buenos días!: bom dia
  • ¡Buenas tardes!: boa tarde
  • ¡Buenas noches!: boa noite
  • Por favor: por favor
  • Hasta luego: até logo
  • Hasta mañana: até amanhã
  • (Muchas) Gracias: (muito) obrigado
  • De nada: de nada
  • Bienvenido: bem-vindo
  • Lo siento: desculpa
  • ¡Vamos!: vamos
  • ¿Qué tal?: como vão as coisas?
  • ¿Cómo estás?: como vai você?
  • Bien/Muy bien: bem/muito bem
  • ¿Cómo te llamas?: qual o seu nome?
  • Me llamo… /Mi nombre es…: me chamo…/meu nome é…
  • Mucho gusto/Encantado: prazer [em conhecê-lo(a)
  • ¿De dónde es usted?: de onde você é?
  • ¿Cuántos años tienes?: quantos anos você tem?
  • ¿Habla usted español?: você fala espanhol?
  • ¿Hablas inglés?: (você) fala inglês?
  • ¿Entiende usted?/¿Entiendes?: entende? entendeu?

Quer iniciar um curso de espanhol?

Entre em contato com a Flávia Leite!